Localizado no sistema de escapamento do carro, o catalisador tem a função de converter até 98% dos gases poluentes, provenientes da combustão, como monóxido de carbono (CO), óxidos de nitrogênio (NOx) e hidrocarbonetos (HC) em substâncias inofensivas à saúde humana. Ele é projetado para durar no mínimo 80 mil quilômetros.

Porém, segundo a fabricante, esse prazo pode ser maior se o catalisador permanecer em boas condições e houver uma boa manutenção do veículo, incluindo a troca do óleo dentro do prazo, inspeção das velas de ignição e uso de combustível de qualidade. Os principais sinais de mau funcionamento do componente são o aumento de consumo, ruídos anormais e redução no desempenho do carro.

Ao substituir, a Umicore indica que todo o sistema de ignição do veículo seja verificado. “O estado das velas, da sonda lambda e de outros componentes deve ser analisado na oficina para garantir que o novo catalisador funcione em boas condições”, alerta o gerente de Aplicação de Produto da Umicore, Miguel Zoca.